Por Claudia Legonde

Existem muitos tipos diferentes de revestimentos à venda no mercado. Eu vou falar um pouquinho para vocês sobre cada um deles.


Porcelanato:

O porcelanato garante uma durabilidade e resistência à abrasão, e uma uniformidade ao ambiente. Ele é pouco poroso, absorve pouca água, o que aumenta, então, a durabilidade. Eu aconselho a utilização de peças maiores em ambientes mais amplos e peças menores, como o tamanho 60x60cm em ambientes menores. Como tipos de porcelanato nós temos o - Polido: Apresenta um alto brilho, mas é frágil quanto a riscos.

- Acetinado: É um piso bem liso, mas não tem o alto brilho. Este é o piso que eu mais gosto de utilizar, pois é fácil de limpar, bonito e mais resistente.

- Acabamento natural: Também fica muito bonito, com a aparência de uma pedra natural.

- Antiderrapante: É bem rugoso indicado para áreas que recebem chuva, principalmente em áreas que possuem algum declive, como por exemplo

em rampas. Porém é mais difícil de limpar.


Cerâmica:

A cerâmica é um piso mais comum. Também é muito resistente como o porcelanato.


Laminado:

O piso laminado é composto por lâminas de madeira com larguras e comprimentos variados, e a sua instalação é rápida. Porém, seu uso deve ser evitado locais com umidade ou alta exposição ao sol, pois ele pode sofrer alterações na cor e danificações em contato com a água.


Vinílico:

O piso vinílico é produzido em PVC flexível. Também possui uma instalação rápida e fácil, mas, diferente do laminado, ele não sofre alterações em contato com água. Pode ser uma boa opção para quem quer um revestimento com aparência de madeira, mas sem sofrer danos com a água. Existem dois tipos de piso vinílico:

- Colado: São menos espessos, e precisam de uma cola específica para fazer a colagem desse piso diretamente em cima do contrapiso nivelado.

- Clicado: possui uma espessura um pouco menor e ele é colocado sem cola, apenas apoiado em cima do contrapiso nivelado. O seu encaixe é

feito através do sistema macho e fêmea.


Madeira:

O piso em madeira mesmo deve ser madeira de lei. Pode ser em tábua corrida ou tacos. A sua instalação é feita sobre um ripado e o encaixe é do tipo macho e fêmea. Após a sua instalação, ele precisa ser lixado e envernizado, e exige uma manutenção para que ele resista ao tempo.


Cimento queimado:

O piso em cimento queimado exige uma mão de obra especializada. É indicado tanto para áreas internas como para áreas externas, e é muito utilizado e bares, boates e galpões industriais.


Pedras naturais:

As pedras naturais também podem ser utilizadas como revestimento de pisos. Pode ser utilizado o granito, o mármore, ou pedras como ardósia, basalto e a pedra São Tomé, dentre outros.


Veja o vídeo completo no nosso canal do YouTube: